logo For the best experience please turn your device to portrait view.

Linhagem e Liderança

A história dos Gurus da SRF/YSS e a liderança atual

Back to Schedule
Donate

    Sucessão Espiritual

    Os ensinamentos da Self-Realization Fellowship/Yogoda Satsanga Society of India se baseiam no Cristianismo original ensinado por Jesus Cristo e na Yoga original ensinada por Bhagavan Krishna. A sucessão espiritual da SRF-YSS consiste nestes dois grandes avatares e na linhagem de sublimes mestres da era contemporânea: Mahavatar Babaji, Lahiri Mahasaya, Swami Sri Yukteswar e Paramahansa Yogananda (o último na sucessão de Gurus da SRF-YSS).

    Cada um destes grandes Mestres desempenhou um papel na missão da Self-Realization Fellowship de trazer ao mundo moderno a ciência espiritual da Kriya Yoga.

    É chamada guru-parampara a cessão do manto espiritual do guru ao discípulo designado para continuar a linhagem espiritual do guru. Paramahansa Yogananda é o último na sucessão direta dos gurus Mahavatar Babaji, Lahiri Mahasaya e Swami Sri Yukteswar. 

    Todos os membros da Self-Realization Fellowship (monásticos e leigos) que receberam a sagrada iniciação em Kriya Yoga são discípulos de Paramahansa Yogananda. Eles o reverenciam e respeitam como seu guru pessoal e também reverenciam a linhagem de Gurus de Paramahansa Yogananda.

    SRF-Lineage-Gurus.jpg#asset:6185

    Jesus Cristo

    Um dos objetivos essenciais da missão de Paramahansa Yogananda foi “revelar a unidade básica e a completa harmonia entre o Cristianismo original ensinado por Jesus Cristo e a Yoga original ensinada por Bhagavan Krishna e mostrar que esses princípios da verdade são o fundamento científico comum de todas as religiões.”

    Para o público em geral, Jesus propôs uma filosofia simples de fé, amor e perdão. Ele falava muitas vezes em parábolas, repleto de moral atemporal. Mas, para seus discípulos próximos, ele ensinou verdades mais profundas, verdades que têm correspondência nos conceitos metafísicos mais profundos da filosofia mais antiga da Yoga.

    Quando seus discípulos questionaram Jesus, “Por que lhes fala por parábolas?” ele respondeu, “Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado. (...) Por isso lhes falo por parábolas: porque eles, vendo, não veem; e ouvindo, não ouvem nem correspondem” (Mateus 13:10, 11, 13).

    O entendimento completo dos ensinamentos originais de Jesus - incluindo o fato de ele ter conferido a seus discípulos as técnicas esotéricas de meditação da Yoga - é revelado no comentário aprofundado de Paramahansa Yogananda sobre os Evangelhos: A Segunda Vinda de Cristo: A Ressurreição do Cristo Interior. Na introdução do livro, Yogananda escreveu:

    “Jesus Cristo está muito vivo e ativo nos dias de hoje. Em espírito e ocasionalmente assumindo uma forma de carne e ossos, ele está trabalhando invisível para as multidões em prol da regeneração do mundo. Com seu amor universal, Jesus não se satisfaz em somente desfrutar de sua consciência bem-aventurada no Céu. Ele está profundamente interessado na humanidade e deseja oferecer a seus seguidores os meios de alcançar a liberdade divina na entrada no Reino Infinito de Deus. Ele está desapontado porque muitas são as igrejas e os templos fundados em seu nome, frequentemente prósperos e poderosos; mas onde está a comunhão que ele enfatizava, o verdadeiro contato com Deus? Jesus deseja que os templos sejam estabelecidos primeiramente e acima de tudo nas almas humanas – e depois externamente, em locais físicos de adoração. Em vez disso, há inúmeros edifícios gigantescos com enormes congregações sendo doutrinadas no ‘igrejismo’, mas são poucas as almas que estão realmente em contato com Cristo por meio da oração e da meditação profundas.”

    “Para restabelecer Deus nos templos das almas, reavivando os ensinamentos originais de comunhão com Deus como foram apresentados por Cristo e Krishna, é que fui enviado ao Ocidente por Mahavatar Babaji (...).”

    “Babaji está em permanente comunhão com Cristo; juntos enviam vibrações redentoras e juntos planejaram a técnica espiritual de salvação para esta era.”

    flower

    Bhagavan Krishna

    Bhagavan Krishna viveu muitos séculos antes de Cristo. Reverenciado em toda a Índia como um avatar (encarnação de Deus), os fatos históricos da vida de Krishna estão entrelaçados com um labirinto de lendas e mitologias.

    Os sublimes ensinamentos do Senhor Krishna estão consagrados no Bhagavad Gita. Em seu aclamado comentário em dois volumes sobre o Gita, Paramahansa Yogananda escreveu:

    “O Bhagavad Gita é a mais apreciada das escrituras da Índia, a escritura das escrituras. É a Bíblia ou o Sagrado Testamento hindu, o livro em que todos os mestres confiam como fonte suprema de autoridade das escrituras (...).”

    “O Gita é tão abrangente como roteiro spiritual que dizem ser a essência dos volumosos e difíceis quatro Vedas, dos 108 Upanishads e dos seis sistemas da filosofia hindu (...). Todo o conhecimento do cosmos está condensado no Gita. Sendo supremamente profundo e, todavia, revestido de linguagem reveladora, de beleza e simplicidade reconfortantes, o Gita tem sido compreendido e aplicado em todos os níveis de atividades e do empenho espiritual do ser humano – sendo abrigo de um imenso espectro de seres humanos com suas diversificadas naturezas e necessidades. Em qualquer ponto que se esteja no caminho de volta para Deus, o Gita lançará luz sobre esse segmento da jornada.”

    Krishna é o exemplo vivo da Yoga no Oriente; Cristo foi escolhido por Deus como exemplo, para o Ocidente, da união divina (…). A Técnica de Kriya Yoga, ensinada por Krishna a Arjuna e referida no versículo 29 do Capítulo IV e nos versículos 27-28 do Capítulo V, é a suprema ciência espiritual da meditação iogue. Mantida em segredo nas eras materialistas, essa Yoga indestrutível foi revivida para o homem moderno por Mahavatar Babaji e é ensinada pelos Gurus da Self-Realization Fellowship/Yogoda Satsanga Society of India.”

    flower

    Mahavatar Babaji

    Não existem registros históricos relacionados ao nascimento e à vida de Mahavatar Babaji. Paramahansa Yogananda escreveu em Autobiografia de um Iogue que o avatar imortal reside há anos incontáveis em regiões remotas do Himalaia, na Índia, revelando-se apenas raramente a algumas poucas pessoas abençoadas.

    Foi Mahavatar Babaji quem reviveu nesta era a perdida técnica científica de meditação da Kriya Yoga. Ao conceder iniciação em Kriya a seu discípulo Lahiri Mahasaya, Babaji afirmou: “A Kriya Yoga que estou transmitindo ao mundo por seu intermédio neste século 19 é o revivescimento da mesma ciência que Krishna deu há milênios a Arjuna; e que foi mais tarde conhecida por Patânjali e Cristo, e por São João, São Paulo e outros discípulos

    Pouco antes de Paramahansa Yogananda partir para a América em 1920, Mahavatar Babaji veio à casa de Yoganandaji em Calcutá, onde o jovem monge sentara-se em profunda oração, pedindo uma confirmação divina sobre a missão que ele estava prestes a assumir. Babaji lhe disse: “Obedeça a seu guru e vá para a América. Não tema: será protegido. Foi você quem eu escolhi para difundir a mensagem da Kriya Yoga no Ocidente.”

    flower

    Lahiri Mahasaya

    Lahiri Mahasaya nasceu em 30 de setembro de 1828, no vilarejo de Ghurni, em Bengala, Índia. Com a idade de trinta e três anos, enquanto caminhava um dia aos pés das montanhas do Himalaia, próximo a Ranikhet, ele encontrou seu guru, Mahavatar Babaji. Foi um divino reencontro, pois ambos haviam estado juntos em muitas vidas anteriores; com um toque de bênção a despertá-lo, Lahiri Mahasaya foi engolfado em uma aura espiritual de realização divina que nunca mais o abandonaria.

    Mahavatar Babaji iniciou-o na ciência de Kriya Yoga e o instruiu a conceder a técnica sagrada a todos os aspirantes sinceros. Lahiri Mahasaya retornou à sua casa em Benares para cumprir essa missão. Como o primeiro a ensinar a antiga e perdida ciência de Kriya na época atual, ele ganhou renome como um personagem pioneiro no renascimento da yoga, que teve início na Índia moderna ao final do século dezenove e que continua até hoje.

    Paramahansa Yogananda escreveu em Autobiografia de um Iogue: “Assim como não se pode suprimir a fragrância das flores, igualmente Lahiri Mahasaya, vivendo quietamente como chefe de família ideal, não podia esconder sua glória inata. Como abelhas, devotos de todas as partes da Índia começaram a procurar o néctar divino do mestre liberto (...). A vida harmoniosamente equilibrada do grande guru-chefe de família tornou-se uma inspiração para milhares de homens e mulheres.”

    Uma vez que Lahiri Mahasaya exemplificou os mais elevados ideais da Yoga, união do pequeno eu com Deus, ele é reverenciado como um Yogavatar, ou encarnação da Yoga. Os pais de Paramahansa Yogananda eram discípulos de Lahiri Mahasaya, e quando ele era ainda um bebê de colo, sua mãe o levou à casa de seu guru. Abençoando a criança, Lahiri Mahasaya disse: “Mãezinha, teu filho será um iogue. Como uma locomotiva espiritual, levará muitas almas ao reino de Deus.”

    Lahiri Mahasaya não estabeleceu qualquer organização durante sua vida, mas fez esta predição: “Aproximadamente cinquenta anos após a minha morte, um relato da minha vida será escrito em virtude do profundo interesse pela Yoga que surgirá no Ocidente. A mensagem da Yoga rodeará o globo. Ajudará a estabelecer a fraternidade entre os homens: uma unidade baseada na percepção direta do Pai Único.”

    Em 26 de setembro de 1895, Lahiri Mahasaya entrou em mahasamadhi em Benares. Cinquenta anos mais tarde, na América, sua predição se cumpriu quando um crescente interesse pela yoga no Ocidente inspirou Paramahansa Yogananda a escrever Autobiografia de um Iogue, que contém um magnífico relato da vida de Lahiri Mahasaya.

    flower

    Swami Sri Yukteswar

    Swami Sri Yukteswar nasceu em 10 de maio de 1855, em Serampore, Bengala, Índia. Sri Yukteswar foi discípulo de Lahiri Mahasaya e alcançou a estatura espiritual de um Jnanavatar, ou encarnação da sabedoria.

    Sri Yukteswar reconhecia que uma síntese da herança espiritual da Índia com a ciência e tecnologia do Ocidente muito faria para aliviar o sofrimento material, psicológico e espiritual do mundo moderno. Essas ideias foram cristalizadas em seu notável encontro com Mahavatar Babaji, o guru de Lahiri Mahasaya, em 1894.

     “A meu pedido, Swamiji,” Babaji lhe disse, “não poderia escrever um pequeno livro a respeito da harmonia subjacente às Escrituras cristãs e hindus? Sua unidade básica está agora obscurecida pelas diferenças sectárias dos homens. Mostre, por citações paralelas, que os inspirados filhos de Deus disseram as mesmas verdades!”

    Sri Yukteswar relatou: “Na quietude da noite, ocupei-me na comparação da Bíblia com as Escrituras do Sanatan Dharma. Citando as palavras do bendito Senhor Jesus, mostrei que seus ensinamentos eram, em essência, os mesmos que as revelações dos Vedas. Pela graça de meu paramguru, em pouco tempo terminei o livro A Ciência Sagrada."

    Foi a Swami Sri Yukteswar que Paramahansa Yogananda veio como um jovem. O grande guru contou a seu jovem discípulo que, durante seu encontro em 1894, Mahavatar Babaji o havia informado: “Você, Swamiji, tem um papel a desempenhar no intercâmbio harmonioso que se efetuará entre Oriente e Ocidente. Daqui a alguns anos, vou lhe enviar um discípulo que você treinará para divulgar a Yoga no Ocidente. As vibrações de muitas almas, sedentas de espiritualidade, chegam de lá até a mim, como um dilúvio. Percebo santos em potencial na América e na Europa esperando ser despertados.”

    Depois desse relato, Sri Yukteswar disse a Yogananda: “Meu filho, você é o discípulo que há muitos anos Babaji prometeu me enviar.”

    Sob o treinamento e disciplina espirituais de Sri Yukteswar, Sri Yogananda foi preparado para iniciar sua missão mundial no Ocidente. Sri Yukteswar nomeou Paramahansa Yogananda como único herdeiro de seu manto espiritual e de seus ashrams.

    Swami Sri Yukteswar entrou em mahasamadhi em 9 de março de 1936, durante a visita de Paramahansaji à Índia, após quinze anos na América.

    flower

    Paramahansa Yogananda

    Como descrito acima, Paramahansa Yogananda foi pessoalmente abençoado por Mahavatar Babaji, Lahiri Mahasaya e Swami Sri Yukteswar - os três paramgurus de sua linhagem espiritual - para cumprir a missão de disseminar a Kriya Yoga em todo o mundo.

    Na Autobiografia de um Iogue ele escreveu: "A fundação no Ocidente da Self-Realization Fellowship, 'uma colmeia para o mel espiritual', foi a tarefa que Sri Yukteswar e Mahavatar Babaji me atribuíram." 

    flower

    Liderança da Organização Desde o Falecimento de Yogananda

    Antes de seu falecimento, Paramahansaji expressou que era desejo de Deus que ele fosse o último na sucessão de Gurus da Self-Realization Fellowship. Nenhum discípulo ou líder de sua sociedade jamais assumirá o título de guru. (Este mandato divino não é único na história da religião: depois do falecimento do Guru Nanak, o grande santo que fundou o siquismo na Índia, seguiu-se a sucessão tradicional de gurus. O derradeiro da linhagem declarou que seria o último e que depois dele os próprios ensinamentos deveriam ser considerados como guru.)

    Paramahansaji garantiu que depois de partir continuaria trabalhando através da sociedade por ele fundada: a Self-Realization Fellowship/Yogoda Satsanga Society of India. Disse ele: “Quando eu me for, os ensinamentos serão o guru. (…) Por meio dos ensinamentos, vocês estarão em sintonia comigo e com os grandes Gurus que me enviaram.”

    Ao ser perguntado sobre a sucessão na presidência da Self-Realization Fellowship/Yogoda Satsanga Society of India, ele respondeu: “Sempre haverá homens e mulheres de realização divina na liderança desta organização. Eles já são conhecidos de Deus e dos Gurus e servirão como meus sucessores espirituais e representantes em todas as questões de ordem espiritual e administrativa.”

    Sucessores de Paramahansa Yogananda

    Rajarsi Janakananda

    Desde sua fundação em 1920 até pouco antes do mahasamadhi de Paramahansa Yogananda em 1952, todas as atividades e assuntos organizacionais da Self-Realization Fellowship foram dirigidos pessoalmente por Yogananda. Depois disso, a liderança de sua obra passou a Rajarsi Janakananda, um discípulo próximo de Paramahansaji, escolhido por ele para servir como presidente da SRF, e que o sucedeu após seu falecimento em março de 1952. 

    Rajarsi-receives-sannyas-small.jpg#asset:6581

    Nascido em 5 de maio de 1892, em Archibald, Louisiana, com o nome de James J. Lynn, Rajarsi Janakananda encontrou Paramahansa Yogananda durante uma série de palestras do guru em Kansas City, em 1932.

    Devido a seu rápido progresso em Kriya Yoga, Paramahansaji se referia afetuosamente a ele como “São Lynn”. Em 1951, Yogananda lhe conferiu o título monástico de Rajarsi Janakananda (reportando-se ao espiritualmente ilustre Rei Janaka, da Índia antiga).

    A vida exemplar de Rajarsi Janakananda, um grande iogue ocidental, chegou ao fim em 20 de fevereiro de 1955.

    Sri Daya Mata

    Sri Daya Mata sucedeu a Rajarsi Janakananda como terceira presidente e líder espiritual da Self-Realization Fellowship/Yogoda Satsanga Society of India, em 1955.

    Daya-Mata-with-PY-1939-Hermitage-small.jpg#asset:6617

    Faye Wright (nome de batismo de Daya Mata) nasceu em Salt Lake City (Utah, Estados Unidos) em 31 de janeiro de 1914. Conheceu Paramahansa Yogananda quando ele se encontrava ali dando palestras e aulas em 1931. Pouco tempo depois ingressou no ashram como monja

    Durante mais de 20 anos, Sri Daya Mata fez parte do pequeno círculo de discípulos que constantemente acompanhavam Paramahansaji. Com o passar dos anos, ele lhe atribuiu maiores responsabilidades e a nomeou membro do Conselho Diretor da SRF na década de 1930, quando ela ainda era bastante jovem. No final da vida de Yogananda, ele a colocou na direção da Sede Central Internacional da SRF e começou a indicar claramente para os discípulos o papel que ela estava destinada a representar no plano mundial. Pouco tempo antes de falecer, ele anunciou: “Minha tarefa está terminada; agora começa a sua.” 

    A escolha que Paramahansa Yogananda fez de Sri Daya Mata como futura líder de sua organização mundial foi confirmada por Mahavatar Babaji, em um encontro que tiveram durante uma peregrinação dela à Índia em 1962.

    Sri Daya Mata faleceu em 30 de novembro de 2010, depois de ter ocupado o cargo de presidente da SRF-YSS por mais de 55 anos.

    Sri Mrinalini Mata

    Sri Mrinalini Mata sucedeu Sri Daya Mata como presidente e líder espiritual da Self-Realization Fellowship / Yogoda Satsanga Society of India em 7 de janeiro de 2011 e serviu nessas funções até sua morte em 3 de agosto de 2017. Ela também foi escolhida e treinada pessoalmente por Yogananda para ajudar a orientar o trabalho após sua morte e desempenhou muitos papéis importantes de liderança durante suas sete décadas como discípula monástica da SRF.

    Mrinalini-Mata-pranam-small.jpg#asset:6618

    Nascida em 1931, em Wichita, Kansas, Mrinalini Mata encontrou Paramahansa Yogananda em dezembro de 1945, com a idade de 14 anos, e pouco depois entrou no ashram do Guru em Encinitas, Califórnia, para se dedicar a uma vida de serviço como monja.

    Desde o início da vida de Mrinalini Mata no ashram, Paramahansaji falou com ela e os outros discípulos sobre o papel que ele imaginava para ela - especialmente sua futura responsabilidade como editora das lições, escritos e palestras da Self-Realization Fellowship. "Ela estava destinada a este trabalho", disse ele em uma carta manuscrita para Rajarsi Janakananda em 1950. "Deus me mostrou isso quando vi o espírito dela pela primeira vez."

    Além de servir por décadas como revisora-chefe das publicações da SRF/YSS, Sri Mrinalini Mata também ocupou o cargo de vice-presidente da SRF por 45 anos, ajudando de perto Sri Daya Mata na orientação geral da ordem monástica da SRF/YSS e supervisionando as numerosas atividades e serviços da organização em todo o mundo.

    Irmão Chidananda

    Em 30 de Agosto de 2017, o Irmão Chidananda sucedeu Sri Mrinalini Mata como o quinto presidente da SRF/YSS. O Irmão Chidananda é monge da Self-Realization Fellowship (SRF) por mais de 40 anos.

    Chidananda-Convo-2018-small.jpg#asset:6621

    Praticamente desde o início de sua vida monástica, o Irmão Chidananda trabalhou em estreita associação com Sri Mrinalini Mata, auxiliando-a na edição e lançamento das obras de Paramahansa Yogananda e de outras publicações da SRF. Ele foi indicado como membro do Conselho Diretor da SRF e YSS por Sri Daya Mata, em 2009, e também serviu por muitos anos como um membro do comitê de administração que supervisiona as miríades de atividades e operações da SRF, sob orientação da presidência. Como presidente, o Irmão Chidananda é assistido por um Conselho Diretor que inclui outros monásticos que foram treinados por discípulos diretos de Paramahansaji. 

    flower

    Discípulos Diretos de Yogananda

    Dezenas de discípulos diretos, que se beneficiaram da associação pessoal com Yogananda, passaram suas vidas nos ashrams da SRF nas décadas que sucederam o falecimento do mestre, servindo lealmente sua organização e apoiando a liderança que ele havia indicado.

    flower

    Conselho Diretor Atual, Ordem Monástica, e Membros Leigos

    Todos os que compõem o Conselho Diretor são membros de nossa ordem monástica que fizeram votos vitalícios de renúncia. Servindo sem receber um salário, eles e os outros monges e monjas nos ashrams da SRF dedicam completamente suas vidas à missão iniciada por Paramahansa Yogananda.

    Sob a direção do presidente e do Conselho Diretor, os monges e monjas da Ordem da SRF servem em muitas funções nos ashrams da organização; viajam a cidades em todo o mundo para conduzir palestras e aulas, e liderar retiros; e dão aconselhamento espiritual e orientação – por telefone, cartas e pessoalmente – aos estudantes dos ensinamentos da Self-Realization Fellowship.  

    Muitos discípulos leigos da SRF também servem à obra mundial de Paramahansa Yogananda de maneiras indispensáveis – trabalhando com os monásticos na Sede Internacional e outros ashrams da SRF, e assumindo muitas responsabilidades nos templos e centros de meditação em todo o mundo.

    Share this on